Português Italian English Spanish

UESP EMITE NOTA SOBRE A REALIZAÇÃO DOS DESFILES DE RUA

UESP EMITE NOTA SOBRE A REALIZAÇÃO DOS DESFILES DE RUA

Data de Publicação: 7 de janeiro de 2022 16:46:00

O anúncio do cancelamento do Carnaval de Rua na cidade de São Paulo pelo prefeito Ricardo Nunes, em coletiva de imprensa com a presença do secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, gerou muitas dúvidas e aumentou a expectativa quanto à realização dos desfiles da União das Escolas de Samba Paulistanas – UESP no Carnaval 2022.

 

Com isso, a diretoria da UESP solicitou o agendamento de reunião, extraordinária, que será realizada na próxima quarta-feira, dia 12 de janeiro, com o Chefe de Gabinete da SPTurismo, Gustavo Pires, que participou da reunião com os representantes da Vigilância Sanitária e da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo. 

 

“Nesta reunião, vamos discutir alternativas e defender a realização dos desfiles da UESP com a adoção das medidas protocolares. Pois, entendemos que os desfiles da UESP podem ser realizados com os protocolos de segurança sanitária, de acordo com a situação epidemiológica apontada no estudo da vigilância sanitária”, afirma Alexandre Magno (Nenê), presidente da UESP. 

 

Ele observa que tem se discutido exaustivamente a realização dos desfiles da UESP, que não são Carnaval de Rua. 

 

“Podemos afirmar que os desfiles das escolas de samba e blocos de fantasia são espetáculos culturais, que se realizam em minis sambódromos instalados nos bairros da cidade”, destaca o presidente da UESP.

 

Esse posicionamento da UESP será apresentado na reunião do dia 12 próximo que, além da participação da diretoria da UESP, contará com a presença dos diretores da SPTuris, Thiago Lobo e Guilherme Birello. 

 

Posteriormente, as deliberações deste encontro serão apresentadas ao prefeito Ricardo Nunes. “ Esperamos a aprovação de um modelo de desfiles em conformidade aos protocolos sanitários, que serão anunciados pela Secretaria Municipal da Saúde, com a plena intenção, de seguir os padrões impostos para realização dos desfiles no Sambódromo do Anhembi”, afirma o presidente da UESP, informando ainda que entre “as alternativas que serão apresentadas não está descartada a possibilidade de realização dos desfiles em locais fechados para o controle epidemiológico, bem como a redução ou restrição total de público, conforme instrução protocolar a ser expedida, especificamente, aos desfiles carnavalescos.”

 

“Vale ressaltar que a realização dos desfiles da UESP é fundamental para a manutenção de todos os grupos do modelo escalar do Concurso Oficial da Cidade de São Paulo, pois implica, diretamente, no acesso e descenso de toda estrutura do Carnaval paulistano”, reforça Nenê, acrescentando que tal argumentação também será apresentada na reunião e, posteriormente, encaminhada ao prefeito Ricardo Nunes.

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário


CONHEÇA NOSSOS PRODUTOS: