Português Italian English Spanish

Unidos de Padre Miguel vira patrimônio imaterial cultural do RJ

Unidos de Padre Miguel vira patrimônio imaterial cultural do RJ

Data de Publicação: 29 de junho de 2022 12:16:00

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos de Padre Miguel agora é Patrimônio Cultural Imaterial do Estado do Rio de Janeiro. Através da Lei 9737, sancionada pelo governador Cláudio Castro, a agremiação recebe o título que exalta a sua relevância para o samba e a cultura do Rio de Janeiro.

 

Fundada em 12 de novembro de 1957, a Escola é famosa por seus enredos afros, a UPM já contou na Marquês de Sapucaí a história de Iemanjá, Olokum, Xangô, Zumbi dos Palmares, Tia Ciata, São Jorge e Ogum, além da história da Capoeira. Em 2017 levou para a Sapucaí o enredo Ossain, que se tornou um dos mais belos desfiles do carnaval carioca, conquistando diversos prêmios e o coração dos sambistas. Este ano, a escola apresentou o enredo Iroko, sobre a história do orixá Tempo.

 

De autoria do deputado estadual Coronel Jairo (SDD), a lei que garante o título à Unidos de Padre Miguel foi publicada em edição extraordinária do Diário Oficial desta terça-feira (28/06), com a finalidade de preservar a cultura do samba, da música e da história, bem como a divulgação do local para de ensaios e visitação turística de uma das maiores festas populares do país.

 

 

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário


CONHEÇA NOSSOS PRODUTOS: