Português Italian English Spanish

DRI CRIOULLA, VENCEU A DEPRESSÃO COM O REMÉDIO "CARNAVAL", E QUER VIVER MOMENTOS INESQUECÍVEIS AOS 46 COMO PASSISTA

DRI CRIOULLA, VENCEU A DEPRESSÃO COM O REMÉDIO "CARNAVAL", E QUER VIVER MOMENTOS INESQUECÍVEIS AOS 46 COMO PASSISTA

Data de Publicação: 8 de outubro de 2021 10:06:00

 

Por: Cristiano Costa Amendoim 

Foto: João Belli


Aos 46 anos de idade, superando todos os desafios da vida, com crise emocional, depressão dentre outras motivos que lhes fizeram desistir de seguir, Adriana, carinhosamente conhecida como Dri Crioulla, está a cinco anos no carnaval e é passistas da escola de samba Colorado do Brás, além de atuar como cabeleireira profissional a 21 anos. Ela contou para a nossa redação, seu amor a arte do carnaval que há de tantos outros declínios da vida, "No Samba eu posso ser quem eu sou, o Samba Cura".


Dri Crioulla:


- " Uma honra poder declarar nossa experiência de vida com amigos e colegas de profissão, tal como inspirar outras mulheres a viver a vida com mais sabor.


Tenho 21 anos de profissão como cabeleireira, com meu salão voltado às pessoas negras e cabelos black, que essa minha vitória assim como outras que virão, não foi tão fácil assim. No ano de  2004 tive uma forte depressão, com  a morte da minha mãe e da minha irmã dentro de um mês, com essa depressão eu adquiri psoríase e dermatite  emocional, além da  alopecia.  Essas são doenças que o emocional causa em muitas pessoas hoje, fez cair meus cabelos, desenvolver manchas minha pele, me levando ao declínio, quando meu me tirou da depressão, minhas clientes, mas com a queda do cabelo, foi quando comecei a fazer minhas perucas, minhas laces, de perfil altamente humano, parecendo cabelos mesmo.

 
Hoje eu atendo um grande público de pessoas que tem essa deficiência capilar que eu, nesse meio tempo eu atendo também pessoas do carnaval, e me despertou um sonho antigo que era ser passista, que pela idade imaginei não ser mas possível vivê-lo, quando tive o incentivo de uma pessoa maravilhosa, um ser humano fantástico, que é a Priscila Reis, que era rainha do carnaval da X9 Paulistana, não só ela como Márcia Pires, que é harmonia da Colorado do Brás, que me impulsionou para ir estar entrando na escola, em um belo dia, passei a frequentar a escola e veio por fim a depressão, com aquela energia, o acolhimento que a escola teve comigo, me tornei uma pessoa mais feliz, e vi que tudo eu podia e que ainda dava tempo sim, comecei a fazer aulas de samba, passei por audições que de início não passei pois tenho ciência que deveria melhorar mais.


Na Colorado eu conheci também o coreógrafo, Well Black, que pegou na minha mão e disse, "Não nega, você vai ser a Dri Crioulla, você tem potencial e você vai conseguir", e ele começou a me da aulas todas as segundas com aulas de quatro a cinco horas, me dando todas as instruções de firulas, daí pra frente me deslanchei, passei a ir a outras escolas, e hoje estou na colorado do brás, vou fazer 46 anos, tenho dois filhos, uma filha de 20 e um filho de 26 anos, que é minha força, que me dá todo força para que eu continue, tenho meu salão que é "Senhorita Black", voltado para o público afro, e percebo, que algumas clientes minhas tem autoestima baixa e tem a mesma visão que tive um dia, então quando ponho as mãos no cabelo delas eu me realizo ao transformar e buscar ajudar de alguma forma.


Conheço muitas mulheres que têm essa deficiência capilar, que começa com uma aparência, uns buracos que fazem no cabelo que logo faz todo o couro desfalecer. Hoje estou especializada nesta causa, para amenizar e se Deus permitir, curar com todo carinho e amor, mulheres como eu"

 

Conheça o espaço do salão "Senhorita Black" 

Instagram: @salaosenhoritablack 

Fan Page: @salaosenhoritablack 

Contato: 011- 97080-3819

  Seja o primeiro a comentar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Envie seu comentário preenchendo os campos abaixo

Nome
E-mail
Localização
Comentário


CONHEÇA NOSSOS PRODUTOS: